Las Palmas - Gran Canaria

Tentando fugir do frio final de ano da Irlanda, compramos dois bilhetes para Las Palmas na Gran Canaria. Las Palmas é a co-capital das ilhas Canárias. Apesar de ser território espanhol, as ilhas são uma comunidade autónoma com presidente. Bem parecido com Catalunha. As ilhas ficam próximas de Marrocos (ou seja, mais próximo da África do que da Europa). As temperaturas enquanto estávamos lá variavam entre 19C e 36C (no meio do dia).

A maioria das pessoas que estavam na praia conosco eram idosas. Talvez pelo baixo custo de vida, as ilhas provavelmente são um lugar muito utilizado para se aposentar. As praias não estavam vazias, mas não foi nada comparado com Barcelona, onde você tinha que achar um pedaço de areia com espaço suficiente para deitar.

Falando em preços, nas ilhas tudo é extremamente barato. Pode-se encontrar cervejas no supermercado por 50 centavos de Euro. A comida em restaurantes também são consideravelmente mais baratas que as de Dublin. Uma Paella custa de 8 à 12 Euros. Os sucos por outro lado são mais caros que a cerveja em restaurantes.

Não esperava encontrar nada vegano em Las Palmas, mas aparentemente o veganismo chegou lá. Havia alguns restaurantes veganos, restaurantes com placas avisando que haviam opções veganas e uma hamburgueria com opções veganas. Achamos inclusive um Spar somente com opções orgânicas e/ou veganas. Tudo muito bem sinalizado (hey Spar, abre um desses em Dublin <3).

A areia da praia é um pouco mais escura das brasileiras, provavelmente porque há um vulcão na ilha. A água para a época do ano estava quente. Ao entrar sentimos frio, mas em alguns segundos nos acostumamos e não queriamos sair.

O lugar é muito belo, quente e barato. É um ponto obrigatório se você mora na Europa e quer aproveitar um pouco de uma BOA praia. Com certeza as Ilhas Canárias se transformaram em Santos para mim e começarei a ir todos os anos em Dezembro :D.